Páginas

quinta-feira, 30 de junho de 2011

Esfoliar com lágrimas

Esfoliar com lágrimas a pele que já está cansada de sentir a mesma frieza de sempre, e por isso chega ao seu limite e tenta limpar tudo aquilo que já viveu e sofreu. Talvez não tenha como apagar, mas pelo ao menos amenizar tudo o que passou e foi duro suportar.
Esfoliar a pele com as lágrimas que caem sem parar, como em uma cascata que derrama toda a sua força sobre rochas maciças que nunca se quebrarão e muito menos se importarão de receber a água que vem de um sentimento tão importante, mas ao mesmo tempo tão pequeno, comparado à beleza da existência dos seres.
Com lágrimas, esfoliar a pele não pode ser tão fácil, a face já está marcada e nunca mais esquecerá cada cena que viu e cada momento que presenciou. A face que sorriu para você e te fez sorrir também, te mostrou o brilho do olhar, e mesmo assim você não permitiu que ele iluminasse o seu caminho, muito menos a sua vida.
A pele, que será esfoliada com lágrimas nunca mais será a mesma, não só pelo tempo que já se passou, mas sim  pela cicatriz que ficou, e nunca mais será apagada. Agora é fácil dizer que tudo passou, mas para quem viveu foi mais difícil do que se imagina. 
A pele, a cicatriz, a face serão esfoliadas com as lágrimas que correm dos olhos para todo o resto do corpo, como em um rio sem fim, agora já não bastam mais, não importam mais, não fazem diferença alguma mais, porém a cicatriz viverá eternamente, mesmo sendo esfoliada.

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Há dias em que

Há dias em que
as melhores coisas
acontecem no silêncio,
e as palavras atrapalham.

Há dias em que
as piores coisas, não
acontecem em silêncio, mas
sim no meio das palavras que
tanto atrapalham a compreensão.

Há dias em que
a melhor escolha
acaba sendo do destino,
porque nem sempre sabemos
o que realmente é melhor para
cada um de nós, então nos deixamos
levar pelo tempo, que sempre concerta nossos erros!

Há dias em que
não tenho vontade
de escrever, porém essa
ainda é a melhor forma que
encontrei de me expressar e
refletir sobre a vida que conheço
há tão pouco, e já se tornou tão difícil.

Há dias em que
as palavras não saem
exatamente como queria,
porém é o que tenho para
oferecer nesse dia, e espero
que todos entendam que nem
sempre as coisas saem da forma
que planejamos, e por esse motivo
sempre cometemos grandes erros e
nos equivocamos.

sexta-feira, 10 de junho de 2011

O que é o amor?

O que seria o amor? Seria uma tempestade forte sobre nossos corações, que chega sem avisar, e por isso nos molhamos tanto, e depois aparece um lindo sol, nos trazendo um enorme sorriso, que vem para enxugar as lágrimas que derramamos durante a tempestade, ou seria simplesmente um sol, que nos ilumina a todo instante, mas nos incomoda com o seu forte reflexo?


O que seria o amor? Seria um extenso mar onde encontramos grandes perigos, principalmente nas partes mais escuras, e podemos nos afogar a qualquer momento por medo ou por não resistimos a uma forte tempestade, ou seria um deserto, onde não precisamos de mais nada, apenas de estar ao lado da pessoa que amamos, e assim sobreviveríamos a tudo.


O que seria o amor? Seria uma rosa, sensível, com um perfume irresistível, porém com espinhos que podem te ferir a qualquer momento e fazer essa ferida sangrar lentamente, ou seria uma violeta, linda e perfumada para sempre?


O que seria o amor? Seria coisa possível de se explicar com palavras? Por que sentimos e não vemos? Por que nos machuca tanto? Por que dói tanto? Por que nos traz tanta felicidade? Por que é assim? 


Afinal, o que é o amor?



domingo, 5 de junho de 2011

O vento e a brisa

O vento que veio
não foi o mesmo
que te levou pra
tão longe daqui.

A brisa que
te trouxa
não foi a mesma
que te molhou
os meus olhos
quando chorei.

Agora resta saber          
se tudo
valeu a pena
ou se é melhor
esquecer.

Devo continuar
esperando
ou desistir de
uma vez?

O que me fortalece
é saber que
mesmo distante
você continua
diante
de tudo o que
sinto, e só por isso
espero por um novo
início!

sexta-feira, 3 de junho de 2011

A mentira

Quantas vezes já nos paramos para perguntar a nós mesmos se algo que nos disseram era verdade ou não? Acredito que tal questionamento já faça parte de nosso dia a dia, e que nem sempre teremos uma resposta certa. A verdade é que a mentira nos leva para caminhos incertos, magoa, destrói sonhos e o principal, acaba com a confiança!
Nos dias atuais é até difícil não termos que encará-la, porém nem sempre sabemos fazer isso de forma certa, assim, ela torna-se um hábito, e não uma falta de caráter. Mesmo assim, devemos relevar o fato de que muitas coisas são perdidas com ela, e que a verdade é sempre melhor, por isso temos capacidade de sairmos da rotina para mudar alguma coisa necessária.
A dupla personalidade também é um dos fatos que mais geram intrigas atualmente, como pessoas podem não ter coragem para assumirem quem realmente são, dizer o que pensam, o que sentem, enfim, não há justificativa para tamanho erro humano.
Além disso, a verdade escondida nunca será melhor que a mentira dita, devemos entender de uma vez que a confiança é uma coisa muito frágil, qualquer erro poderá quebrá-la e destruí-la para sempre, independente das circunstâncias. Nunca devemos nos deixar levar pela imaginação, já que existem fatos concretos.
Dessa forma, devemos estar atentos a todos que nos rodeiam, e também ao que dizemos, para que uma mentira, se existe uma verdade maior que tudo isso? Também devemos sempre levar em conta a vida alheia, para que magoar pessoas que nos fazem bem ou mal, se somos todos iguais?