Páginas

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

De que adianta?



E de que adianta ter medo,

se é preciso vencê-lo?

De que adianta a coragem,

se não tenho a verdade?


E de que adianta ser fraco,

se não se pode cair no buraco?

De que adianta tentar,

se nem sempre é possível ganhar?


E de que adianta a vitória,

se para outros foi a derrota?

De que adianta a luta,

se não temos em quem colocar a culpa?


E de que adianta as palavras,

se o seu coração não faz questão?

De que adianta a confiança,

se ela pode quebrar a esperança?  

A prisão

Um portão,

Uma ilusão,
As grades
Um muro
A Verdade!

A justiça,
A presença
A indignação,
A compaixão.

O medo,
O erro,
A prisão.

Vida, o que é ela?

     É estranho falarmos de vida se não sabemos o que ela realmente significa. Quantas vezes nos deparamos com questões incógnitas e não sabemos resolvê-las? Pior ainda é quando nos acomodamos a determinada situação, e então, ficamos com medo de mudar aquela rotina, e dessa forma perdemos a chance de arriscar, descobrir um pouco mais sobre o mundo e, principalmente, perdemos o desejo de questionar.
     A comodidade é um dos maiores males enfrentados na vida de uma pessoa, ainda mais quando essa é um jovem, que ainda tem uma vida toda pela frente esperando que ele reaja e se sinta seguro de si mesmo. A verdade é que as mudanças trazem medos e inseguranças, e é ai que nos perdemos e fraquejamos. Para que mudar algo que já está tão habituado?
     Porém, nunca devemos nos esquecer de que a vida é uma só, o dia de hoje será somente este, o amanhã já será muito diferente, e por isso devemos arriscar, por que não? Mesmo que erremos, a vida é construída de fases, isto é, tudo passa, e para quase tudo há uma maneira de se refazer, a única coisa que não volta é a vida, por isso só devemos ter medo da morte.
     E ainda devemos levar em conta que somos feitos de questionamentos, nada teria surgido sem tentar pela primeira vez, não devemos nos encabular ao enfrentarmos um novo desafio, temos o direito de indagar sobre tudo nessa vida, não podemos nunca deixar que o medo abafe a nossa voz, e muito menos, a nossa emoção.
     Assim, concluímos que a vida é uma só, e não precisamos ter medo dela, apesar de que nunca saberemos qual o seu verdadeiro significado, mas isso não importa, devemos nos preocupar com o hoje, porque o amanhã será outro dia bastante diferente.


Deixe


Deixe que o tempo fale mais uma vez,
apesar de poder sofrer, talvez.

Deixe a lua brilhar novamente, 
mesmo que não seja como deveria ser exatamente.

Deixe que os passos te levem,
e que as feridas sequem.

Deixe que a chuva caia,
assim como nos dias de falha.

Deixe que pensem o que quiser,
para que quando tudo se desfizer,
você não seja a primeira a sofrer.

sábado, 20 de agosto de 2011

Ainda há tempo de correr atrás do sonho

Ainda há tempo de correr atrás do sonho e tentar ser feliz.
Ainda existem chances de errar, para depois concertar,
de comer o chocolate e de nascer a espinha. 
Ainda pode atrapalhar, 
pelo simples prazer de depois arrumar. 
Ainda há a chance de tentar outra vez, 
a chance de perder e poder acreditar 
que da próxima vez você irá ganhar.
Ainda há tempo de prestar atenção,
e não confundir o coração.
Ainda há tempo para viver
e não esquecer.
Ainda dá tempo de desligar o feijão,
antes que ele entorne no fogão.
Ainda há tempo de animar para sair,
trocar a roupa e se divertir.
Ainda há tempo para persistir,
tentar lutar e prosseguir.
Ainda há tempo de amar,
mesmo que a distância
seja um mar,
o que não pode acontecer
é a alegria acabar!



E se?

E se eu dissesse que perdi a inspiração?
Que eu já não sou mais a mesma,
que os anos se passaram 
e eu mudei.


E se eu dissesse que não quero mais você?
Que eu não quero mais ouvir as mesmas palavras,
que já me cansei dos seus erros,
e que eu quero algo novo.


E se eu perdesse a esperança?
Que eu desisti dos meus sonhos,
que eu me acomodei
e não quero mais mudar.


E se eu não mantiver o controle?
Se não conseguisse mais me expressar,
e as únicas coisas que me restaram
foram as minhas lágrimas.


E se eu não quiser mais estar ao seu lado?
Se eu não quiser ouvir mais a sua voz,
e quisesse fugir,
mesmo que eu me arrependa depois.


E se eu não quiser estar mais aqui,
se eu não conseguir mais refletir,
e ficar tão perdida, quanto quando
eu me encontrei.


E se eu perder a inspiração,
a culpa será somente sua,
e não haverá mais nenhuma ilusão,
que me fará voltar atrás,
mesmo que eu não seja mais
a mesma pessoa,
eu estarei longe,
tão longe que nunca mais
eu poderei dizer A D E U S.

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Eu quero


Eu quero algo maior, 
algo que venha de dentro 
e seja verdadeiro.

Eu quero um amor
para que nos momentos difíceis
eu possa ter alguém do lado
para me dar um abraço.

Eu quero que seja você
a razão da alegria,
a razão da emoção.

Eu quero algo maior,
algo que venha de dentro,
para não precisar de ter medo,
e poder contar os seus segredos!