Páginas

sexta-feira, 6 de abril de 2012

"Prefiro continuar distante..."


Não agüentei! Larguei o romance fictício e fui viver o da vida real. A agonia que me consumia nesse instante foi imensa. Mas a verdade abriu em menos de três segundos, estava tudo acabado, tudo mesmo! Agora é tarde, não adianta se fazer de vítima quando você é realmente a culpada. Não adianta tentar conseguir uma boa justificativa para esse tipo de traição.
Confiança se conquista, e eu acabei de quebrar uma das que eu mais amava, mesmo distante, mesmo passiva, mesmo em segundo plano, ela existia. Entretanto, além de ter feito tudo isso, eu acabei com algo que nem existia, que talvez existisse na minha cabeça, na vontade de ver as coisas darem certas, ou simplesmente, no meu egoísmo.
Isso de não querer ver os outros sofrerem só me faz sofrer ainda mais. Talvez eu devesse parar de me meter nos problemas que não me dizem respeito, porque eu não sou o centro do mundo, e as pessoas devem resolver os seus problemas sozinhos. Além disso, nada irá justificar o que eu fiz, o que eu faço e o que eu farei.
Tantas vezes me queixei do egoísmo alheio... Como nunca fui capaz de ver que quem era egoísta, na verdade, era eu mesma! Quantas vezes me queixei pelas amizades perdidas, sendo que eu mesma acabei com tantas... Me aceitar com tudo isso é realmente impossível.
E ainda ter coragem para dizer que fiz isso porque gosto de alguém? Isso me parece mais falta de caráter, e sim, da minha parte. O pior é saber que teria feito tudo da mesma forma novamente, mesmo magoando muita gente, mesmo me martirizando mais uma vez, foi graças a isso que eu enxerguei que o erro não estava no mundo, e sim, em mim mesma.
O pior de tudo é o preço que eu pagarei agora, esse sim será muito alto, mas eu mereço, aliás, eu merecia muito pior. Tanta confusão que eu mesma criei. Parece que eu não posso deixar as coisas fluírem naturalmente, tenho que dar um jeito de estragar tudo.
Para ser sincera, eu me cansei de mim mesma, não quero mais nada disso que eu achava que merecia, porque na verdade, eu nunca mereci. Tudo isso me faz pensar que cada vez menos eu olho para os sentimentos dos outros, infelizmente, no fundo eu só me preocupo comigo mesma.
Enfim, não há mais nada a se fazer, o estrago foi feito. Não quero o perdão de ninguém, nem a confiança, nem nada disso que eu dizia ter, fui muito hipócrita, isso sim! Só o tempo me levará de volta para o mundo, e por isso "prefiro continuar distante...".

Nenhum comentário:

Postar um comentário