Páginas

domingo, 10 de junho de 2012

Dez motivos para não ir à Copa do Mundo no Brasil

Motivo número 1 - Como uma nação que ainda não aprendeu a respeitar a própria cultura poderá receptar pessoas do mundo inteiro com respeito?

Povo brasileiro... Mais conhecido como povo acolhedor! Quem nunca ouviu dizer que nós brasileiros somos extremamente acolhedores e carinhosos que atire a primeira pedra, mas nós sabemos que nem sempre é assim. Como uma nação que ainda não aprendeu a respeitar a própria cultura poderá receptar pessoas do mundo inteiro com respeito?
Um dos temas mais discutidos nas redes sociais nos últimos tempos é o que é melhor: ROCK ou FUNK? Isso tem gerado tantos conflitos, até mesmo nas salas de aula, porque nenhum dos dois lados sabem aceitar que ambos estilos fazem parte da nossa cultura, do nosso Brasil! E isso não acontece só com esses dois estilos musicais, mas sim com todos os estilos de vida da nossa população.
Casos de homofobia também são registrados diariamente em nosso país, ainda não atingimos um grau de "humanidade" necessário para respeitar nossos semelhantes. A violência está presente em todos os lugares, o que inclui os estádios de futebol também.
Quero ver é o povo contando piadas de portugueses para os habitantes de Portugal! Aliás, eles são tão "burros" que vieram colonizar logo o nosso país! Deve ser por isso que nós também temos um cérebro tão pequeno, não é mesmo? Como pode um país que trocou espelhos e canivetes por toda a sua riqueza dizer que somos intelectualmente superiores aos portugueses? Chega a ser difícil de compreender...
Quero ver também como as americanas, alemãs e italianas reagirão ao ouvir as famosas "piadas de loira"... Provavelmente adoramos ser "burras" também, porque a tinta para cabelos amarelos é a mais vendida do mercado! Na verdade, gostamos mesmo é de ser hipócritas.
Isso tudo é porque ainda nem citei os constantes conflitos internos ligados a religião! Ainda não aprendemos a dizer UMBANDA no lugar de MACUMBA, ainda não aceitamos os ateus, os budistas e muito menos respeitar quem trate a vaca como um animal sagrado. Provavelmente mandaremos uma pessoa Wicca pegar uma vassoura e sair voando, certo?
Será que é tão difícil de aceitar as pessoas como elas são? Não existe diferença entre negros e brancos, cristãos e ateus, homens e mulheres, heterossexuais e homossexuais, faxineiras e médicas, pedreiros e engenheiros, brasileiros e africanos... Somos todos SERES HUMANOS, feitos de carne e osso.

Todos os seres humanos possuem essa mesma fisionomia.

2 comentários:

  1. Discordo na questaão "nosso povo". Povo nenhum do mundo, sem querer generalizar, respeita as diferenças, o outro lado. As torcidas organizadas do Boca Júniors, adversário do Coríntians, na quarta, não aceita nem os próprios boquistas que não seja do grupo deles; Na Inglaterra os Holligans não suportam outros torcedores, chegam até a matar; na própria Europa, é normal atletas negros serem chamados de macacos. Já atiraram bananas em atletas brasileiros negros. Quer dizer, as pessoas com esses problemas de discriminação, falta de educação, estão em todos os países, em todas as culturas. Então, por que crucificar só o nosso povo, o nosso país?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você! Esse é um problema mundial mesmo, mas que não deixa de estar presente em nosso país. O que mais me chama atenção é a questão musical mesmo... E também, a falta de orgulho do próprio país!

      Excluir